Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Livros

"Os livros são espelhos: só se vê neles o que a pessoa tem dentro." Carlos Ruiz Zafón

"Os livros são espelhos: só se vê neles o que a pessoa tem dentro." Carlos Ruiz Zafón

Histórias de Livros

18
Jan23

Os Meus Sentimentos

por Dulce Maria Cardoso

Já aqui demonstrei o quão fã fiquei de Dulce Maria Cardoso depois de ler Eliete, o que me levou a este Os Meus Sentimentos.

Numa escrita visceral, DMC dá-nos personagens cheias de imperfeições, dúvidas e medos, que ainda assim, não deixam de merecer a nossa simpatia. Não há espaço para "paninhos quentes", a vida é mesmo assim, mas DMC não esquece as coisas bonitas que nos rodeiam, as suas personagens é que parecem fazê-lo, por vezes. 

Mais um para a lista de razões para os quais devemos ler esta autora portuguesa. 

13
Jan23

Harry Potter - after all this time

Devo ter visto o filme Harry Potter e a Pedra Filosofal quando tinha cerca de 8/9 anos.

A Câmara dos Segredos foi dos primeiros filmes que vi no cinema. 

Algures nesta altura, um dos livros foi-me oferecido, A Ordem da Fénix (sempre giro oferecer um livro do meio de uma saga) e nunca cheguei a lê-lo. Lembro-me de começar, mas não me estar a fazer sentido.

Sonhei com este mundo criado por J.K.Rowlling e cresci ao mesmo tempo que o Harry, a Hermione e o Ron. Identifiquei-me com as suas dores de crescimento, ao mesmo tempo que fui sonhando com a minha carta para Hogwarts. 

Quando o último livro saiu, lembro-me da grande ansiedade que muita gente sentia, mas pessoalmente, ao ver o último filme, haviam muitos detalhes que me escapavam. Tudo o que eu sabia e esperava, era o confronto final entre o Harry e Aquele-cujo-nome-não-deve-ser-pronunciado. Ainda assim, vi e lembro-me de ter gostado. Devia ter cerca de 18 anos. 

Desde então, foram várias as vezes que revi alguns dos filmes, aleatoriamente, sempre que passavam na televisão. Muita gente ficava surpreendia quando lhes dizia que nunca tinha lido os livros, já que gosto tanto de ler. A verdade é que sempre gostei de ler, mas na altura em que surgiu Harry Potter creio que não estava tão virada para aí e, depois, existindo os filmes, achei que não valia a pena. 

Passados 20 anos, decidi rever os filmes do princípio ao fim e fiquei encantada com a quantidade de ideias e referências que a minha imaturidade da altura não me permitiram alcançar, pelo que fiquei finalmente com vontade de ler os livros e ter todos os detalhes possíveis sobre este universo. Pensei para mim ''Fará sentido, depois destes anos todos?" E a resposta passou a ser: "sempre''. Fiquei imediatamente rendida com A Pedra Filosofal e a partir daí foi um crescendo. Tanta coisa que passou a fazer mais sentido, o mundo dos livros é bem mais rico que o dos filmes (é normal, senão teriam que fazer filmes de 5 horas). Por isso, a lição é que vale sempre a pena ler o livro, se sentirmos o chamamento e, independentemente da idade que tenhamos, Harry Potter é uma saga must read!

 

ps. A Ordem da Fénix foi o livro de que gostei menos, curiosidades da vida.  

30
Dez22

A Biblioteca dos Livros Proibidos

por Tom Pugh

Livros sobre livros. Sou muito fã (Cemitério dos Livros Esquecidos, aquele que está sempre guardado no coração). Cheguei a este A Biblioteca dos Livros Proibidos através de um desafio de leitura em que a categoria era exatamente ler um livro sobre livros. Haviam muitas referências a este, de Tom Pugh, então acabei por escolhê-lo, mas não foi uma viagem prazerosa. Queria muito ter gostado, até porque além de ser sobre livros, tem um contexto histórico que me pareceu também interessante, mas nunca o chegou a ser para mim... Mas a vida, das leituras é mesmo assim, se todos gostássemos do mesmo, o que seria do amarelo?

 

ps. Estamos a chegar ao fim de 2022, como foram as leituras desse lado? Para mim, além das leituras foi o ano em que renovei este espaço e dediquei-o somente à leitura, que é algo que muito me deixa feliz. Tenho tentado partilhar o máximo das minhas leituras por aqui, o mais diversificado possível, para tentar contagiar mais alguém com o bichinho da leitura. Aprendi tanto e vivi tanto mais com as leituras, que só desejo o mesmo a toda a gente. Que possam viver bem mais vidas que a sua através da leitura, já que tempo, dinheiro e outras circunstâncias, nem sempre nos permitem. Mas, estamos só a um livro de distância de poder chegar perto de algo mais e, é isso que tenho tentado fazer por aqui. Se serviu a pelo menos uma pessoa, já valeu a pena. Eu cá não me canso de falar de leituras. =D Boas entradas em 2023 a todos 

13
Dez22

As Sombras de Uma Azinheira

por Álvaro Laborinho Lúcio

Fico sempre entusiasmada por experimentar um autor novo. Este livro surgiu nas sugestões do @Literacidades, lá pelo instagram (também já podem seguir as nossas histórias por lá @historiasdelivrosblog). 

Achei o título curioso, bem como a capa. Há algo nas azinheiras que me dá uma certa tranquilidade. Pois bem, aventurei-me. Este livro foi uma descoberta, ao mesmo tempo foi difícil. Não sei bem como descrever como me senti no final. ALL sem dúvida cria personagens interessantes, num Portugal que nos será reconhecível, mas esta história está também preenchida com murros no estômago, que me deixaram um sabor amargo no fim. 

06
Dez22

Que livro não conseguiste acabar?

Eu começo: Look homeward, Angel. Este livro surgiu-me por um filme no qual se retratava a vida do seu autor. Andei com ele no carro, durante meses, com a intenção de ir lendo aos poucos, em pausas de almoço. A verdade é que nem aí me apetecia pegar-lhe. O pobre até à inspeção foi e, não consegui acabá-lo. 

Tenho também alguns clássicos na lista, em que até tenho pena, talvez se os tivesse encontrado mais cedo, antes de ver os filmes e com uma lista para ler mais pequena, talvez a coisa tivesse corrido melhor, mas é assim. Sinto um pouco de culpa, mas são coisas que acontecem. E por aí? Também têm uma longa lista de livrinhos a que fizeram ghosting?

22
Nov22

A Rainha Branca

por Philippa Gregory

Fãs de romance histórico por aí? Devo admitir que este género foi também um dos que mais esteve presente na minha fase de leitura Young Adult e, sim, tenho um guilty pleasure pela história dos Tudor. Como não? Aquilo foi melhor que qualquer novela ou reality show. E, tal como comer bolos com fruta, ao ler este tipo de livros sempre se aprende um bocadinho de história, portanto é um plus!

Escolhi falar deste A Rainha Branca que foi adaptado (entre outros) a série e podem ver na HBO (ainda que a minha favorita seja A White Princess, com a Jodie Comer por quem nutro crush admiracional, mas esse não li ). 

15
Nov22

O Jogo de Gerald

por Stephen King

Stephen King é uma referência para muitos. Vendeu sei lá quantos milhões de exemplares (tinha escrito milhares, depois fui ver no Sr. Google e percebi que eram mais de 400 milhões ), criou imensos livros, vários adaptados ao cinema, este inclusive. Tenho uma certa admiração pelo filme The Shining, que é mais cinematográfica do que pela história em si e, com este O Jogo de Gerald também não fiquei convencida. Stephen agrada a muitos, mas lá está que não dá para agradar a todos. Fãs do género por aí?

10
Nov22

A Psicologia do Dinheiro

por Morgan Housel

A literacia financeira é cada vez mais um tema. São vários os livros, páginas de instagram que tiveram um sucesso crescente. Tem sido uma lacuna no ensino, que aparentemente, muitos querem preencher. 

As leituras não precisam de ser somente ficção. Porque não aprender um pouco sobre temas que nos importam? Este é um livro de abordagem leve, mais sobre a forma como pensamos o dinheiro, do que propriamente "Como ficar rico para tótós", mas a verdade é que, a forma como pensamos sobre dinheiro diz muito sobre a nossa personalidade e influencia em tudo o preenchimento da conta bancária. 

04
Nov22

Que filme não leste?

Também vos acontece gostarem muito de um filme que é baseado num livro e depois terem pena de não ter lido primeiro?

É que ler é uma experiência bem diferente de simplesmente ver. Todos sabemos que para um livro caber num filme, cortes serão feitos, cada ator e diretor irá ter a sua interpretação da história e dos personagens, etc.. e no fim, poderemos ter dois resultados bem diferentes. Ambos bons à sua maneira ou um melhor do que o outro. Por isso, gosto sempre de ler primeiro, de ser eu a fazer a história na minha cabeça e a ter a minha interpretação. É bem provável que depois a expetativa para o filme seja maior, mas dando-nos o livro mais, prefiro tê-lo primeiro, ao em vez de ir ver o filme e talvez ficar com o fator surpresa estragado (que me custa mais para ler do que para ver). 

 

Recentemente, um dos que tentei ler depois de ver foi o Orgulho e Preconceito da Jane Austen e fiquei mesmo com pena, porque já não consegui ter paciência para ler, sabendo o que acontecia. 

Mais alguém aí desse lado com este dilema de vida?

Mais sobre mim

foto do autor

Gosto de acompanhar

Ritadanova Hela Sardinhas em lata

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

saldos-mrec

Segue nas redes

@historiasdelivrosblog

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub