Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Livros

"Os livros são espelhos: só se vê neles o que a pessoa tem dentro." Carlos Ruiz Zafón

"Os livros são espelhos: só se vê neles o que a pessoa tem dentro." Carlos Ruiz Zafón

Histórias de Livros

22
Jul22

Leituras de verão III

As férias já acabaram ou vão agora começar? Seja qual for o caso, ler fica sempre bem, por isso, trago mais duas sugestões esta semana:

 

  • Daisy Jones & The Six - Achei imensa piada a este livro pela forma como a história é contada. Numa altura em que se realizam tantos festivais de verão, porque não ler sobre uma banda dos anos 70? Esta é mais uma sugestão 2 em 1, porque está para breve a estreia da série baseada no livro. 
  • A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol - porque não levar mais um Prémio Nobel enquanto se descansa numa cama de rede? Esta sugestão poderá ser mais rebuscada, uma leitura não tão leve, mas porque não aproveitar a silly season também para arriscar um pouco nas leituras? Eu descobri Murakami numa feira do livro em agosto...

 

Sugestões aceitam-se nos comentários. 

Boas férias se for o caso, boas leituras. 

ps. Podem encontrar mais detalhes/opiniões sobre cada livro nos links acima

14
Jul22

Leituras de verão II

E as sugestões para esta semana são:

 

  • Sadie - a autora tem Summer no nome, por isso, como não? Este é mais para quem prefere thrillers e mistério, mas claro numa forma leve, porque quente já está o clima.
  • A Cor do Hibisco - e que tal aproveitar as férias e viajar até à Nigéria? 

 

Sugestões aceitam-se nos comentários. 

Boas férias se for o caso, boas leituras. 

ps. Podem encontrar mais detalhes/opiniões sobre cada livro nos links acima

06
Jul22

Leituras de verão

Verão é para mim também sinónimo de leituras à beira mar ou à beira da piscina. Os dias mais longos, convidam a esticar as pernas duma outra forma, numa espreguiçadeira e, que bem sabe fazê-lo na companhia dum bom livro. Por esta altura, normalmente, apetecem-me histórias mais simples, preferencialmente com temperaturas altas e bebidas frescas. 

Por isso, aproveitando a estação para descansar e recarregar leituras, deixarei aqui nas próximas semanas algumas leituras deste género que poderão aproveitar, caso estejam perdidos sobre o que levar para a praia.

  • Travessuras da menina má - talvez por ser um livro que nos leva a viajar, uma história densa, mas de leitura curta, porque não levar um Prémio Nobel até junto ao mar?
  • Lá, onde o vento chora - lido no verão, grande parte na praia, acho que se adequa perfeitamente, visto que grande parte da história se passa no meio da natureza, o que é ótimo para quem se escapa para o campo. E para quem gosta também de acompanhar a sétima arte, julgo que este mês sairá a adaptação ao cinema. 

 

Sugestões aceitam-se nos comentários. 

Boas férias se for o caso, boas leituras. 

ps. Podem encontrar mais detalhes/opiniões sobre cada livro nos links acima

01
Jul22

Que livro não convida ao término?

Existem 2 tipos de pessoas: as que levam o livro até ao fim, ainda que não estejam a desfrutar e, as que mal lhes comece a fazer comichão, põem de parte. 

Provavelmente existirão intermédios mas, normalmente, quem consegue dar por terminado 1 livro a meio, consegue repetir a proeza. Já quem não tem por hábito fazer, irá suar do bigode para poder terminar, mas termina. 

Sou team suar do bigode, mas confesso que tenho tentado desligar-me mais, se a leitura não convida à continuação. No entanto, isto pode não ter a ver com o livro ser bom ou mau, estar bem escrito ou não. Pessoalmente, o que sinto é que às vezes é uma história ou escrita para a qual não estou virada naquele momento, por isso, mais vale parar e esperar pelo momento certo. 

Recentemente aconteceu-me isso com um livro de Siri Hustvedt, O Mundo Ardente. Mal comecei a ler, senti-me a desligar, então lá ficou na prateleira virtual do ebook, esperando que um dia eu acorde mais disposta.

Já tive casos, em que li até ao fim, mas desatentadamente, passando as páginas apenas para ver se existia alguma mudança que me captasse a atenção. Aconteceu, por exemplo, com As Vinhas da Ira, de John Steinbeck. Um clássico referenciado por muita gente e, compreendo a importância do que ali está escrito, mas custou para me fazer chegar ao fim... 

Portanto, o segredo está no que se lê e quando se lê. Até os melhores leitores podem desistir, ou não?

Mais sobre mim

foto do autor

Gosto de acompanhar

Ritadanova Hela Sardinhas em lata

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub